Novo Decreto Estadual decreta “onda roxa” em Centralina e região

Para conter a evolução da pandemia e reestabelecer com velocidade a capacidade de assistência médica das macrorregiões Noroeste e Triângulo do Norte, preservando a rede hospitar em todo o estado,  o Governo de Minas decretou o fechamento dessas duas macrorregiões de Saúde. A determinação foi aprovada nesta quarta-feira (3/3) pelo Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que se reúne semanalmente para avaliar os indicadores da doença no estado.

As 60 cidades que compõem as duas macrorregiões passarão para a onda roxa do Minas Consciente, faixa criada para contemplar as medidas mais severas de restrição, como toque de recolher das 20h às 5h e aos finais de semana. As normas passam a valer nesta quinta-feira (4/3), após a publicação no Diário Oficial.

Outras três regiões mineiras – NorteTriângulo do Sul e Leste do Sul – também estão em estado de alerta e poderão ser incluídas na onda roxa, caso apresentem piora nos indicadores. Juntas, elas englobam 166 municípios. O monitoramento para avaliar a quarentena nessas localidades é feito diariamente.

Já as regiões Sul e Vale do Aço regrediram da onda amarela para a onda vermelha do Minas Consciente. Assim, o estado possui duas regiões em onda roxa; oito na vermelha; e quatro na amarela.

Fonte: www.agenciaminas.mg.gov.br

VEJA AQUI O DECRETO DE CENTRALINA Nº 016 DE 04/03/2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *